Processos

by - 11:54

Reprodução

Nem sei por onde começar, talvez do início seria o óbvio há se fazer neste momento.
Para falar a verdade, vai fazer um ano que minha vida mudou, em  alguns aspectos : os rostos ao meu redor, os lugares, as conversas e as responsabilidades, confesso sinto saudades de algumas pessoas que fizeram parte do meu eu interior. Mas agora é um pouco tarde demais para recuperar amizades ilusórias que so existiram na minha mente exacerbada de acontecimentos, tem dias que fico triste por nada ou por tudo uma mescla confusa que sempre é 8 ou 80, porém é normal.
Sabe quando você esta envolvida em uma situação e fica difícil discernir escolhas, ver  realmente quem é quem, mas ao me afastar pude perceber que sou substituível assim como quase tudo nessa vida, talvez idolatramos demais as pessoas, para depois ver um castelo de cartas se ruir, com um pequeno vento que de início começa como brisa, depois vira um ciclone extratropical que arrasa com o patético teatro bem interpretado durante um bom tempo. Afinal uma hora ou outra o jogo vira.
Todos revelam sua verdadeira natureza,  ao final das batalhas cravadas na imensidão do caos onde um dia ganhamos e outro perdermos.
Onde a regra sempre esta presente nas nossas vidas, agora reconheço novos horizontes pintado nos meus no fim da tarde, vejo uma árvore que perdeu suas folhas durante os ventos de outono, mas essa nova estação que se aproxima a beleza da renovação surgindo, trazendo aprazibilidade nunca antes conhecida. Flores, frutos, sabores, aromas, novas historias, dias de sol, maturidade diante das situações vivenciadas, pois hoje olho a vida de frente.
Hoje vejo um futuro diferente, do meu passado tento ao máximo resolver o que posso, o presente aprecio com bastante cautela e as novas possibilidades degusto tão sucintamente os incentivos que permitiram chegar ate aqui.


Por Aline Roberta, colaboradora do blog!

You May Also Like

0 comentários