Dicas de viagem para a Europa que ninguém fala

by - 11:30


Viajar é uma das melhores coisas do mundo junto com comer e dormir, concordam? Porém sempre é bom saber umas dicas para tornar a viagem tranquila sem precisar passar muito perrengue. Lembrando que é inevitável passar perrengue ainda mais quando é uma viagem para o exterior, aonde você esta totalmente fora da zona de conforto, com um idioma que não é o seu oficial, cultura diferente e etc.. Mas se pudermos evitar ao máximo melhor né?


Selecionei algumas dicas para dar para vocês depois de ter utilizado-as e percebido que a viagem não teria sido a mesma sem elas (e umas que eu poderia ter feito e não fiz é claro, rs).


1. Dependendo do seu tempo de escala você possui benefícios

Na minha viagem que fiz esse ano, eu tive uma escala de longo período em Istambul tanto na ida como na volta e eu só comprei essa passagem pois sabia que eu teria direito a pernoite da companhia aérea.

"Em algumas situações, os viajantes classificados como passageiros em trânsito/conexão possuem benefícios, como serviços de hotel e refeição, fornecidos pelas empresas contratadas. Eles serão fornecidos a passageiros da Classe Econômica com parada de mais de 10 horas, e passageiros da Classe Executiva com parada de mais de 7 horas"

Muitas pessoas desconhecem desse direito, mas ele existe. É só você ir no guichê da companhia aérea contratada e solicitar um quarto para pernoite, na Turkish (empresa que viajei) eles fizeram todo o nosso transfer até o hotel e depois o transfer para o Aeroporto no outro dia. Não sei se o deslocamento até o hotel seja obrigação da empresa, mas acredito que sim. Mas só de não passar horas e horas no aeroporto já salva a vida.


2. GoogleMaps seu melhor aliado

Quando comecei a planejar a viagem eu comecei a fazer meu roteiro pelo Google Maps, pela praticidade de ter o aplicativo. Comecei marcando os pontos turísticos que queria conhecer pelas cidade que iria visitar com etiquetas, porque geralmente as cidades possuem muitos pontos turísticos, alguns longe e alguns perto dos outros, e as vezes você não quer ver todos, mas só alguns. Então colocar no mapa o que você realmente quer ver ajuda muito.
Coloque no GoogleMaps os endereços (hoteis, casa, hostel) que você irá ficar, o lugar aonde você irá chegar na cidade e aonde irá sair (aeroporto, rodoviária, estação de trem). Isso te ajudará a não ficar perdido e auxiliará na próxima dica infalível.

O GoogleMaps disponibiliza você baixar os mapas das cidades em offline no aplicativo, isso salvou minha viagem literalmente, pois não precisei ficar comprando chip em todos os lugares para ficar usando o maps, porque não se engane quando dizem que tem wifi por toda a Europa, isso é mito. Lembrando que ele no modo offline te dará somente os caminhos a pé, o que já ajuda muito.
Como eu já sabia onde iríamos no dia, o que eu fazia antes de sair do hotel era pesquisar como ir e como voltar para o hotel com a opções de ônibus e metro, e tirava print. E ai no centro das cidades andávamos com o maps offline tudo a pé, pratico né?


3. Starbucks salva vidas

Qualquer lugar do mundo terá pelo menos um Starbucks que salvará sua vida, pois nele você pode carregar seu celular, ver alguma coisa que precise na internet e é claro, descansar tomando um delicioso frappuccino.


4. Pesquise sobre os meios de transporte do destino

Saber como funciona o meio de transporte para onde você esta indo é essencial, não só de como se locomover dentro da cidade nos pontos turísticos, mas para outros lugares, por exemplo, digamos que você chegará em uma rodoviária no meio do nada, como você vai ir para a cidade ou para o hotel? Pesquise isso com antecedência, levando em consideração que você já tenha esses endereços.
As vezes você pode pensar em pegar um Uber ou um taxi, mas tome cuidado, em Paris cheguei em uma rodoviária tão no fim do mundo e escondida que o Uber não conseguia achar ela. No fim além do metro que tinha no lugar só havia a opção de táxi dentro da rodoviária no subterrâneo. E sim, eu fui de táxi para o hotel e isso me custou €25,00 (aproximadamente R$94,38).


5. Saber o que não pode fazer ou que seja considerado desrespeitoso

Todos os lugares no mundo tem seus costumes, suas crenças e há algumas coisas que são consideradas desrespeitosas e até proibidas que as vezes aonde você mora não são, então pesquise sobre isso.
Na Inglaterra por exemplo, é considerado desrespeitoso por uma questão histórica você fazer sinal mostrando os dois dedos (do meio e o indicador) para frente balançando.
Então minha dica é: pesquise para não cometer uma gafe!


6. Água é coisa séria..

Se você vai para a Europa a dica é: compre um fardo de água para sair sempre com uma garrafinha, mas não vazia! Porque lá tu não encontra bebedouro e nem lugar para encher a garrafinha. 
Durante nosso intercambio fui obrigada a comprar água todo dia, pois literalmente tu não tem água de graça por lá nos lugares.


7. Ande sempre com moedinhas para acesso aos banheiros

Muitos lugares na Europa você precisa pagar para ir aos banheiros, alguns shoppings possuem banheiros grátis mas outros não. Nos estabelecimentos os banheiros são só para clientes então tu é obrigado a consumir para poder pedir a senha do banheiro, e sim, eles possuem senhas para entrar no banheiro!
No geral os banheiros são super baratos, mas vale a pena não esquecer de andar com moedinhas para não atrapalhar sua trip.



You May Also Like

2 comentários

  1. Sobre sempre andar com moedas é fato! Tudo na base das moedas e banheiros também sempre tem que pagar. Mas tudo funciona bem, então compensa. Quanto o beneficio de escala pra mim é coisa nova, não sabia...da próxima, hahaha,vou solicitar meu quarto!
    www.blogflorescer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, la tu paga mas o serviço é bom. Banheiros limpinhos e etc \o
      Opa, solicita sim !! É um beneficio que poucos sabem, infelizmente );

      Excluir